Skip directly to content

Timidez e fobia social, o que são?

Muita gente confunde timidez e fobia social. Mas, enquanto a primeira é um tipo comum de medo leve, a outra é um transtorno mental que deve ser tratado por especialista. Do contrário, pode até impedir a realização de coisas simples no dia a dia, como ir a lugares públicos ou relacionar-se com outras pessoas.

A pessoa que tem fobia social sabe que o seu medo exagerado não tem sentido, mas ela não consegue evitá-lo. Ele pode se manifestar em várias situações ou mesmo na perspectiva delas e comprometer o rendimento profissional, além de levar ao desperdício de oportunidades amorosas e de interações sociais, por exemplo.

Algumas pessoas com fobia chegam a ter reações intensas, verdadeiros ataques de pânico, com taquicardia, suor, falta de ar, tontura, ondas de frio e de calor e fraqueza nas pernas. Elas podem ter a sensação de que terão um infarto, que desmairão, ficarão loucas etc. Por isso, elas podem sentir-se impedidas de fazer várias coisas.

Já a timidez é uma inibição que se manifesta em algumas circunstâncias. Ela pode vir acompanhada de algumas alterações fisiológicas, como respiração e batimentos cardíacos acelerados, além de dificultar a expressão de sentimentos, causando um bloqueio que pode tornar as fantasias mais intensas e frequentes.

A pessoa tímida reconhece que tem dificuldade em algumas interações sociais. O embate interno entre seu desejo e as barreiras causa ansiedade, o que pode inibir os canais de comunicação em certas situações. Mas, embora a timidez empobreça a qualidade de vida, não compromete seriamente a realização da pessoa.

Existe tratamento para fobia social e para timidez?

O tratamento para fobia social não é complicado ou demorado. Ele deve unir Psicoterapia Cognitiva Comportamental (TCC) e medicação, pois um potencializa a ação do outro. Além disso, muitas vezes é aconselhado manter atividades físicas, e é preciso evitar a ingestão de álcool e cafeína.



O foco da TCC é o aumento do repertório de exposição do paciente em diferentes situações, com várias pessoas e atividades para levar a um aumento da sensação de domínio em situações sociais. O diagnóstico e o tratamento da fobia social sempre devem ser feitos por profissionais especializados.



A timidez também pode ser superada com a ajuda de um profissional por meio de psicoterapia. Ela ajuda nos transtornos de ansiedade e existem vários tipos de abordagens. Entretanto, as psicoterapias mais consideradas no meio acadêmico se dividem em dois grupos: psicodinâmico e comportamental.


Referências:

http://www.rcpsych.ac.uk/mentalhealthinfoforall/problems/anxietyphobias/shynessandsocialphobia.aspx

 

http://www.timidez-ansiedade.com/

 

http://www.mentalhelp.com/fobia_social.htm

 

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-44462008000600007