Skip directly to content

Aprenda a conviver bem com a menopausa

A menopausa é uma fase natural da vida da mulher em que ela para de menstruar. Acontece, normalmente, entre os 45 e 55 anos, momento em que estão sendo encerrados os ciclos menstruais e ovulatórios.

O começo da menopausa só pode ser considerado depois de um ano do último fluxo menstrual, pois durante esse intervalo, a mulher ainda pode menstruar.

Além da menopausa natural, existe também a chamada menopausa cirúrgica, que acontece depois da retirada dos ovários e/ou do útero. Quando a menopausa ocorre após os 55 anos, é chamada de menopausa tardia.

Além do Dia do Médico, o dia 18 de outubro é também o dia Mundial da Menopausa. A Organização Mundial da Saúde (OMS) prevê que 1,2 milhão de mulheres terá 50 anos ou mais, em 2030.

De acordo com o ginecologista Sérgio dos Passos Ramos, da Associação de Obstetrícia e Ginecologia de São Paulo (Sogesp), existe um tempo de transição que antecede à menopausa, chamado climatério.

O climatério é a passagem da fase reprodutiva da mulher para a não reprodutiva. O organismo deixa de produzir os hormônios estrógeno e progesterona. Com isso, a mulher sente vários sintomas que podem estar associados à falta de hormônios.

Principais sintomas e sinais

  • Ondas de calor (fogachos)
  • Suores noturnos
  • Ressecamento vaginal (secura)
  • Insônia
  • Depressão
  • Aumento do risco cardiovascular
  • Diminuição do desejo sexual
  • Diminuição da atenção e da memória
  • Perda de massa óssea (osteoporose)
  • Alterações na distribuição da gordura corporal

Segundo a pesquisa Femme Survey, conduzida pelo Instituto Harris Interactive, realizada em mulheres entre 40 e 65, clínicos gerais e ginecologistas/obstetras do Brasil e do México, apenas 45% das brasileiras - com sintomas ou sem sintomas associados ao climatério - estavam bem informadas sobre a menopausa.

É importante ter conhecimento sobre a menopausa, pois isso auxilia as mulheres a identificarem os sintomas, bem como buscarem o auxílio médico para administrarem de forma mais tranquila essa fase da vida.

Muitas mulheres recorrem à internet para aprender sobre a menopausa e os seus sintomas. Tanto no Brasil quanto no México, essa é a fonte de pesquisa mais utilizada, de acordo com a pesquisa anteriormente citada.

Para o vice-presidente da Associação Brasileira de Climatério (Sobrac) Luciano de Melo Pompei, a mulher pode pesquisar na internet informações sobre a menopausa e esclarecer suas dúvidas. No entanto, é fundamental que sejam sites confiáveis e de associações especializadas, como por exemplo, a Associação de Ginecologia e Obstetrícia (Sogesp), a própria Sobrac, entre outras instituições. Isso porque o conteúdo desses sites é confiável e de qualidade.

De acordo com Dr. Ramos, mesmo com todos os sintomas, é possível que a mulher tenha uma boa qualidade de vida durante a menopausa.


Tratamento

O melhor tratamento para a mulher que sente alguns desses sintomas é por meio da terapia de reposição hormonal (TRH). Como o próprio nome indica, a TRH é a reposição dos mesmos hormônios que ela tinha antes.

O ginecologista Ramos ressalta outro ponto importante: o tratamento da menopausa varia de mulher para mulher e de acordo com cada sintoma. Por exemplo, se a mulher tiver apenas depressão, ela não precisa da reposição hormonal, mas apenas o medicamento específico para isso; se ela sentir secura vaginal, o recomendado serão pomadas ou outro tipo de tratamento e assim por diante.

Além disso, a conversa entre médico e paciente é fundamental para que os dois, juntos, decidam qual é a melhor opção de tratamento.

Por fim, o ginecologista garante que manter uma alimentação saudável, praticar esportes regularmente e ter uma boa saúde mental contribuem na qualidade de vida da mulher no período da menopausa.


Referências:

Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (SOGESP)
http://www.sogesp.com.br/canal-saude-mulher/guia-de-saude-da-mulher-madura/climaterio-e-mudancas-hormonais
Visitado em: 02/10/14

Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM)
http://www.endocrino.org.br/dia-mundial-da-menopausa/
Visitado em: 02/10/14

Dados do especialista:
Dr. Sérgio dos Passos Ramos (CRM: 17.178) é formado em Medicina na Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e é especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Associação Médica Brasileira e Federação Brasileira. Atua na área desde 1974.