Skip directly to content

Higiene íntima feminina e alguns cuidados simples evitam até problemas de saúde

A higiene íntima feminina bem feita pode ajudar a evitar ardências, irritações, corrimentos, maus odores ou até doenças no trato genital. Para isso, basta seguir alguns passos bem rápidos e fáceis. E você também deve tomar cuidado com o que vai vestir e até com o papel higiênico e a forma de usá-lo para não correr o risco de ter problemas.

Na hora do banho, por exemplo, você deve usar uma quantidade pequena de sabonete íntimo na vulva. Preste atenção para limpar todas as dobras da região, e enxaguar bastante. Para secar, basta usar uma toalha limpa. O tempo de higienização deve ser de no máximo dois minutos, assim você evita ressecamento na região.

O número de lavagens varia de acordo com a estação do ano. No verão, por conta do suor em maior quantidade, você pode fazer a limpeza três vezes no mesmo dia. Já em dias de clima frio, higienizar a região uma vez ao dia já é o suficiente.

Fique atenta com os produtos que usar. Os sabonetes íntimos hipoalergênicos são os mais indicados. Além de serem testados para essa finalidade, a formulação melhora o pH vaginal e ajuda a proteger a região.

Outros cuidados além da higiene vaginal

Além da higiene pessoal, você deve ter outros cuidados para evitar infecções. As mais comuns são a candidíase e a vaginose bacteriana. A primeira é causada por fungos e os sinais são irritação vaginal, coceira intensa e corrimento branco. Já a vaginose é causada por bactérias e causa corrimento branco-acinzentado que pode ou não ter cheiro.

Cuidado na hora de escolher o que vestir: roupas muito justas e tecidos sintéticos aumentam a temperatura vaginal, o suor e a multiplicação de bactérias. Use calcinhas de algodão, saias e peças com tecidos leves sempre que possível. Principalmente em dias quentes, pois ajudam a manter a temperatura da região equilibrada.

O papel higiênico também pode influir: escolha o mais macio, com pouco perfume ou corante. Ao se limpar, faça movimentos suaves, sempre da frente para trás. Mas não passe o mesmo papel mais de uma vez na região. Se precisar de mais, pegue um novo pedaço.

Os pelos são importantes na defesa da vulva e vagina: eles ajudam a evitar irritações, ressecamentos e inflamações. Então, ao invés de raspar todos, mantenha os pelos aparados.

Conteúdo relacionado no site Pfizer

  • Sexo seguro – por que batem tanto nessa tecla?

http://www.pfizer.com.br/noticias/sexo-seguro-dsts


Referências

http://repositorio.hff.min-saude.pt/bitstream/10400.10/1000/1/higiene%20intima1.pdf
https://www.csuohio.edu/health/feminine-hygiene
http://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/yeast-infection/basics/definition/con-20035129
http://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/bacterial-vaginosis/basics/definition/con-20035345