Skip directly to content

Como fica a fertilidade depois de usar anticoncepcional por muito tempo?

Você passou alguns anos evitando uma gravidez. Mas agora decidiu que é hora de ter filhos. Então, se pergunta: será que ter usado anticoncepcional por muito tempo afetou minha fertilidade? Ao contrário do que você provavelmente imaginou, depende do tipo de anticoncepcional, suas chances de engravidar são ainda maiores.

Segundo um estudo publicado na revista Human Reproduction, se você usou anticoncepcionais orais por mais de quatro anos, não precisa se preocupar. Você tem mais chances de engravidar dentro do período de um ano do que mulheres que tomaram anticoncepcionais por um período de dois anos. Na verdade, segundo o estudo, quem tomou anticoncepcionais por mais de 12 anos têm ainda mais chances de engravidar.

Anticoncepcional oral mantém a fertilidade

A pílula oral é feita de hormônios parecidos com os produzidos pelo corpo: estrogênio e progesterona. Ela impede a ovulação, além de dificultar a passagem dos espermatozoides para dentro do útero.

O estudo publicado na revista Human Reproduction também diz que as mulheres que usaram esse método por mais de cinco anos têm mais chances de engravidar em um período curto de tempo do que as mulheres que usaram a pílula por pouco tempo. Isso porque quanto mais tempo você usar as pílulas, menos ovulações você vai ter e, assim, sua fertilidade será mais preservada.

Gravidez depois de usar o DIU

O dispositivo intrauterino (DIU) impede que o espermatozoide chegue ao óvulo. Ele diminui para menos 0,5% a chance de gravidez, mas pode causar aumento do sangramento menstrual, da duração da menstruação e da incidência das cólicas.

Estudo realizado na Inglaterra e Escócia mostrou que mulheres que usaram o DIU por pouco tempo tiveram mais dificuldade de engravidar durante um ano depois de parar com esse método, em relação as mulheres que usaram métodos de barreira (camisinha masculina e feminina). Mas depois de um ano, as chances ficaram iguais para todas. Já as que usaram DIU por mais tempo já tinham as chances iguais logo que param de usar.

E o implante, interfere na fertilidade?

Já os implantes anticoncepcionais, que podem ser aplicados com uma injeção no braço, perdem a validade assim que eles são removidos. E os hormônios que eram liberados no seu corpo também desaparecem. Mulheres que param de usar implantes conseguem engravidar tão rápido quanto as que não usaram métodos não-hormonais.


Conteúdo relacionado no site da Pifzer

  • Métodos contraceptivos – vantagens e desvantagens

http://www.pfizer.com.br/noticias/Metodos-contraceptivos-vantagens-e-desvantagens

  • Em tempos de maternidade tardia, consultoria genética ganha força

http://www.pfizer.com.br/content/Em-tempos-de-maternidade-tardia-consultoria-gen%C3%A9tica-ganha-for%C3%A7a


Referências:

http://www.brasil.gov.br/saude/2011/09/inform-se-sobre-como-funcionam-oito-metodos-anticoncepcionais
http://www.sbrh.org.br/sbrh_novo/guidelines/guideline_pdf/guildeline_contracepcao.pdf
http://humrep.oxfordjournals.org/content/early/2013/02/20/humrep.det023.abstract
https://www.guttmacher.org/about/journals/ipsrh/2001/09/first-pregnancy-may-be-difficult-achieve-after-long-term-use-iud
http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/j.1471-0528.2001.00075.x/full
http://www.ippf.org/our-work/what-we-do/contraception/myths/Implants
http://www.imss.gob.mx/salud-en-linea/planificacion-familiar/implante-subdermico