Skip directly to content

Após os 50 anos, é preciso atenção com a necessidade de repor vitaminas

A partir dos 50 anos, é aconselhável que as pessoas estejam atentas para a necessidade de repor algumas vitaminas. É o que afirma o geriatra e nutrólogo Nélson Lucif Júnior, membro do Departamento de Nutrologia da Associação Paulista de Medicina (APM).

 

O especialista explica que, nessa idade, pode ser necessário tomar cálcio e vitamina D, pois é muito difícil ingerir as quantidades ideais na alimentação do dia a dia. O cálcio é importante para a manutenção de ossos, transmissão nervosa, coagulação e contração muscular, sendo que a vitamina D é necessária para a sua absorção.

 

O idoso também precisa ter uma atenção maior, pois passa por algumas alterações físicas e nutricionais importantes. Sua massa muscular e óssea diminui e acontece um aumento da gordura corporal. Além disso, geralmente faz menos atividade física e ingere menos calorias que as pessoas mais jovens.

 

Por isso – diz o nutrólogo -, algumas pessoas por volta dos 70 anos também começam a ter deficiência da vitamina B12, sendo preciso suplementá-la. Ela é necessária para a produção dos glóbulos vermelhos, parte do metabolismo dos aminoácidos e ácidos nucleicos, além da manutenção do sistema nervoso.

 

Cirurgias e depressão estão entre razões para idosos ingerirem mais vitaminas

 

Lucif explica que esses são as recomendações gerais de uso, mas ressalta também o fato de que algumas pessoas nessa faixa etária têm uma absorção menor de nutrientes por terem retirado parte do intestino, pois era uma prática cirúrgica comum antigamente para o tratamento de úlcera.

 

Além disso, uma boa parte dos idosos se alimenta mal por causa de depressão, inapetência, diminuição do paladar e do olfato e solidão – diz o nutrólogo. Desse modo, é importante a avaliação de um especialista para indicar quais substâncias devem ser repostas e suas dosagens para cada caso – aconselha.

 

O especialista conclui destacando a importância de manter uma alimentação balanceada, fazer exercícios regularmente e evitar o fumo e o álcool. Principalmente em pessoas com mais idade, pois isso contribui para uma vida saudável e previne uma série de problemas.