Skip directly to content

Incontinência urinária masculina pode ter várias origens

O envelhecimento nos homens traz uma consequência muito frequente, que é o aumento da próstata, também chamado de hiperplasia prostática benigna. Quando isso acontece, a próstata passa a pressionar a bexiga, o que dá vontade de urinar com mais frequência e também pode causar a incontinência urinária masculina. A condição afeta o bem-estar físico e prejudica a qualidade de vida, tendo reflexos emocionais, psicológicos e sociais.

Mas, o envelhecimento não é a única razão para o aparecimento da incontinência urinária masculina. É possível que o seu estilo de vida favoreça o surgimento do sintoma em qualquer idade - obesidade, tabagismo e alimentação inadequada são fatores que estão relacionados à incontinência. A incontinência urinária pode ser:

  • Temporária - causada por substâncias que aumentam a quantidade da urina na bexiga ou por algum problema de saúde passageiro;
  • Persistente - provocada por condições físicas e até neurológicas que podem ser duradouras.

Algumas causas da incontinência urinária masculina

Obesidade - a gordura aumenta a pressão sobre a bexiga e os músculos que a circundam, fazendo com que fiquem mais fracos e, assim, permitam que a urina vaze quando você tossir ou espirrar. Se o excesso de peso for corrigido, a incontinência urinária pode ser passageira.

Cirurgia - quando o homem desenvolve câncer de próstata, a cirurgia para retirada completa da próstata (prostatectomia radical) pode ser indicada e a incontinência urinária acaba sendo uma consequência relativamente comum. Neste caso, a incontinência urinária no homem costuma ser passageira.

Distúrbios neurológicos - alguns problemas que afetam o sistema neurológico - como mal de Parkinson, tumor cerebral, acidente vascular cerebral, ou até lesão na coluna vertebral - podem desencadear a incontinência urinária no homem, tornando-a duradoura.

Outras questões de saúde - condições médicas, como diabetes, insuficiência cardíaca, distúrbios cognitivos, doença pulmonar obstrutiva crônica, e até distúrbios do sono - como apneia do sono - podem estar associadas à incontinência urinária no homem.

Seu médico fará o diagnóstico e prescreverá o melhor tratamento para o seu caso. Se o tratamento for direcionado para a própria incontinência, pode envolver fisioterapia, medicamentos ou cirurgia. Se for direcionado para o fator que originou a incontinência, o tratamento focará na solução da causa - por exemplo, se a causa for obesidade, o tratamento implicará na perda peso. A incontinência urinária pode ser algo bem fácil de resolver, dependendo do que a esteja causando.

Conteúdos relacionados no site da Pfizer

 

Referências

https://www.hospitalsiriolibanes.org.br/hospital/especialidades/nucleo-avancado-urologia/Paginas/incontinencia-urinaria-masculina.aspx

http://www.oncoguia.org.br/conteudo/voce-sabe-o-que-e-hiperplasia-prostatica-benigna/9594/426/

http://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/urinary-incontinence/basics/causes/con-20037883

http://revista.hupe.uerj.br/detalhe_artigo.asp?id=250

http://sbu.org.br/pdf/guidelines_EAU/2012/223.pdf