Skip directly to content

Legumes do outono

Em março começa o outono. A estação oferece uma grande variedade de legumes, como abóbora, abobrinha, batata-doce, berinjela, beterraba, chuchu, jiló e nabo. Além de saborosos, são ricos em nutrientes e essenciais para compor uma dieta equilibrada.

Um dos legumes mais versáteis pela sua capacidade de agregar e adquirir sabores é a beringela. É possível prepará-la de várias formas, indo desde entradas até pratos principais. Uma saborosa receita com o legume é a lasanha de beringela. Veja como é fácil!

Ingredientes

- 3 berinjelas;
- sal;
- 2 colheres de óleo;
- 1 cebola picada;
- 200 gramas carne moída;
- sal a gosto;
- pimenta do reino a gosto;
- 1 caixinha molho de tomate pronto;
- 200 gramas de queijo minas fresco light em fatias finas;
- 2 colheres de queijo ralado.

Preparo

- Corte as berinjelas em fatias no sentido comprimento;
- Cozinhe a beringela com água e sal, por 3 minutos e reserve;
- Aqueça o óleo e refogue ligeiramente a cebola;
- Junte carne moída, tempere com sal e pimenta e deixe no fogo até ficar completamente cozida;
- Acrescente o molho e 1/2 xícara de água;
- Deixe apurar por uns 40 minutos em fogo baixo;
-  Monte a lasanha, num refratário, intercalando camadas de berinjela, carne com molho e fatias de queijo;
- Polvilhe queijo ralado, leve forno quente para derreter queijo.

Saiba mais sobre os legumes do outono

Abóbora - rica em água, tem um valor energético muito baixo, apesar do seu sabor adocicado. Como tem uma carga glicêmica pequena, os níveis de açúcar do sangue só são alterados ingerindo uma grande quantidade.

A cor laranja da abóbora indica uma quantidade elevada de carotenos, particularmente o betacaroteno, um fitoquímico com ação antioxidante, que é convertido em vitamina A no organismo. Além disso, tem vitaminas E, C e potássio.

Abobrinha - tem poucas calorias e é fonte de vitaminas do complexo B. Também possui minerais como fósforo, cálcio e ferro.

Batata-doce - é fonte de potássio e cálcio, importantes para a formação de ossos, contração muscular e na diurese.

Berinjela - pouco calórica, proporciona uma sensação de saciedade pelo seu alto teor de fibras. É fonte de vitaminas e minerais e contém antocianina, um fitoquímico antioxidante que protege o organismo de doenças crônicas não transmissíveis.

Rica em proteínas e vitamina C, um poderoso antioxidante, além das vitaminas B1 - importante para o metabolismo energético do organismo - e B2, que participa na formação de hemácias.

Possui também uma boa quantidade de minerais, como cálcio, fundamental para a formação óssea e dentária, além de ferro – que age no transporte de gases no sangue - e magnésio, que atua como relaxante muscular.

Beterraba - sua cor vermelho arroxeado deve-se à presença da betalaína, um antioxidante importante. Diferente da crença popular, o vegetal não é fonte de ferro, contém apenas cerca de 0,8mg em sua composição.

Contém betacaroteno, precursor da vitamina A, também as vitaminas B1, B2, B5 e apresenta ainda minerais como o cálcio, sódio, fósforo e o silício, que é parte integrante do colágeno, além de zinco, que juntamente com o ferro e o cobre ajuda na formação de glóbulos vermelhos.

Chuchu - é diurético e fonte de potássio e vitaminas A e C, importantes para a pele e a visão.

Jiló - fonte de cálcio, fósforo e ferro, além de vitaminas A, B e C.

Nabo - é fonte de fibras com poucas calorias. Tem vitamina C, cálcio e potássio. As folhas de nabo, que muitos jogam fora, são mais nutritivas que as raízes.

Uma xícara de folhas cozidas fornece 40mg de vitamina C, aproximadamente 200mg de cálcio e quase 300mg de potássio. Além disso, ao contrário das raízes, as folhas são uma excelente fonte de betacaroteno, um antioxidante que o organismo transforma em vitamina A.



Fontes

http://saude.terra.com.br/nutricao/aproveite-o-sabor-e-os-nutrientes-de-28-alimentos-do-outono,58e98c3d10f27310VgnCLD100000bbcceb0aRCRD.html

http://asminhasreceitas.com/artigos/saber-escolher-legumes