Skip directly to content

Psoríase

A psoríase é uma doença inflamatória de pele, crônica e não contagiosa. Pode acometer a pele, couro cabeludo, unhas e mucosas e atinge cerca de 190 milhões de pessoas no mundo (2 a 3% da população) e por volta de três milhões no Brasil.

A doença atinge pessoas de qualquer idade, mas acontece principalmente entre os 15 e 35 anos.

A psoríase pode ser transmitida para as próximas gerações de uma família, pois a genética influencia em 30% dos casos.

Existem vários tipos de psoríase e essas variações dependem da localização e das caraterísticas das lesões:

1. Psoríase Vulgar:  são lesões de vários tamanhos, avermelhadas, com escamas secas, prateadas ou acinzentadas que surgem no couro cabeludo, joelhos e cotovelos;

2. Psoríase Pustulosa: lesões com pus que aparecem nos pés e nas mãos, de forma tanto localizada quanto espalhada pelo corpo;

3. Psoríase Invertida: lesões mais úmidas, localizadas em áreas de dobras. Também aparecem no couro cabeludo, joelhos e cotovelos;

4. Psoríase Eritrodérmica: são lesões generalizadas que aparecem em 75% ou mais da área corpórea;

5. Psoríase Palmo-plantar: as lesões aparecem como fissuras nas palmas das mãos e solas dos pés;

6. Psoríase Artropática: surge de repente e apresenta dor nas pontas dos dedos das mãos e dos pés ou no joelho.

7. Psoríase Gutata: são pequenas lesões em formas de gotas, que estão associadas a processos infecciosos. Geralmente, aparecem no tronco, braços e coxas.

8. Psoríase Ungueal: é quando há o surgimento de manchas amareladas principalmente nas unhas das mãos.


Quadro clínico da Psoríase
 
Lesões avermelhadas e que geram descamação na pele, em forma de placas que geralmente aparecem no couro cabeludo, cotovelo e joelhos.

Além da predisposição genética, outros fatores podem desencadear ou agravar a doença como estresse, exposição ao frio, irritações na pele, infecção de garganta e ingestão de bebidas alcóolicas.


Tratamento

A psoríase é uma doença que não tem cura, mas tem tratamento e varia de paciente para paciente.

O tratamento vai depender do quadro clínico apresentado e a recomendação de medicamentos é feita geralmente pelo dermatologista.

 

Fontes:

Psoríase Brasil
http://www.psoriase.org.br/
Visitado em: 29/09/2014

Portal da Sociedade Brasileira de Dermatologia
http://www.sbd.org.br/psoriase-doenca-afeta-3-milhoes-de-brasileiros/
Visitado em: 29/09/2014

Dr. Drauzio Varella
http://drauziovarella.com.br/letras/p/psoriase/
Visitado em: 29/09/2014