Skip directly to content

Reumatologia

Pesquisa aponta que médicos brasileiros se preocupam mais com a qualidade de vida do paciente reumático

Levantamento com profissionais de 15 países indica que no Brasil temas como o impacto da artrite reumatoide para o trabalho e a vida sexual são mais discutidos nas consultas

Mais do que discutir o melhor tratamento ou a intensidade dos sintomas durante as consultas, o reumatologista brasileiro está preocupado com o impacto da doença para a qualidade de vida do paciente. Por isso, esse profissional se mostra muito mais propenso a conversar sobre os efeitos da artrite reumatoide para a saúde mental, a atividade profissional e a vida íntima do paciente se comparados a médicos de outros países.

Sociedade Brasileira de Reumatologia e Pfizer prorrogam inscrições para prêmio jornalístico

São Paulo, 09 de agosto de 2017 – As inscrições para o 3º Prêmio SBR/Pfizer de Jornalismo – Doenças Reumáticas foram prorrogadas até o dia 15 de setembro.  Lançada pela Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR), em parceria com a Pfizer, a premiação tem o objetivo de valorizar reportagens que contribuam com a missão de levar ao público informações de qualidade sobre essas enfermidades. Para concorrer, basta se inscrever por meio do portal www.premiojornalismosbrpfizer.com.br.

Com a mudança, poderão concorrer reportagens publicadas ou veiculadas de 6 de junho de 2016 a 15 de setembro de

Excesso de peso agrava quadros de artrite reumatoide e psoríase

O acúmulo de tecido adiposo intensifica a produção de moléculas que aumentam a inflamação característica dessas enfermidades

Embora muito se discuta sobre a relação entre a obesidade e as doenças cardiovasculares, nem sempre está claro para a população que o excesso de peso também está associado a várias outras enfermidades de natureza inflamatória, entre elas as imunomediadas, como artrite reumatoide e psoríase. Isso ocorre porque o tecido adiposo excessivo induz à secreção aumentada de adipocinas, moléculas que favorecem o processo inflamatório em todo o organismo1. A situação é

Infecção por chikungunya pode desencadear doença reumática crônica

Uma das hipóteses é a de que o vírus se aloja na estrutura que recobre as articulações, estimulando o processo inflamatório

O estímulo inflamatório provocado pela febre chikungunya, infecção que se multiplicou no País em 2016, pode funcionar como um gatilho para o desenvolvimento de artrite reumatoide1 em pessoas com predisposição genética para a doença. De natureza autoimune, crônica e progressiva, a artrite reumatoide afeta as articulações e pode provocar rigidez, desgaste ósseo e uma série de incapacidades para as atividades diárias.

A relação entre artrite reumatoide e chikungunya foi um

Além das articulações: doença reumática pode afetar olhos, coração e pulmões

De origem autoimune, a artrite reumatoide provoca um processo inflamatório sistêmico, comprometendo vários órgãos

Considerada uma das principais doenças reumáticas, a artrite reumatoide pode acometer mais do que as articulações do paciente. Com o passar do tempo, muitas vezes os danos se estendem a diferentes órgãos, principalmente pulmões e coração. Estima-se que 40% dos pacientes apresentem essas manifestações extra articulares em algum momento, das quais cerca de 15% são consideradas graves1.

De natureza autoimune, a artrite reumatoide provoca um processo inflamatório sistêmico, ou seja,

Diagnóstico precoce para artrite reumatoide ainda é desafio no Brasil

A temática é um dos destaques da XX Jornada Cone Sul de Reumatologia, que discutirá também novidades no tratamento

Receber aos 39 anos de idade, no auge da vida produtiva, o diagnóstico de uma doença crônica e progressiva, com alto potencial incapacitante, provoca um impacto profundo na vida dos pacientes.

Em BH e Porto Alegre, dependência associada à artrite reumatoide supera São Paulo, Rio e Recife

Pesquisa com pacientes de cinco cidades aponta que, em média, 51% têm dificuldades nas tarefas diárias. Nas capitais de Minas Gerais e Rio Grande do Sul, porcentagem passa de 70%.

Sentir dificuldades até para escovar os dentes, vestir-se ou se alimentar. Essa é a realidade de grande parte dos cerca de 2 milhões de brasileiros acometidos pela artrite reumatoide, uma doença inflamatória crônica que afeta as articulações e pode causar rigidez, deformidade articular e desgaste ósseo, levando a uma série de incapacidades para a vida diária.