Pergunta e Respostas - Dr. Dany Habr

Pacientes com câncer tem enfrentado desafios e preocupações particularmente únicos durante a pandemia da COVID-19. Embora qualquer pessoa possa ser infectada pela COVID-19, aquelas que têm ou já tiveram câncer correm ainda maior risco de ter complicações, já o próprio câncer e o tratamento podem contribuir para o enfraquecimento do sistema imunológico. Pacientes e seus médicos têm lidado com perguntas difíceis sobre como abordar a rotina de cuidados, se é seguro continuar o tratamento, se tais cuidados serão priorizados em um sistema de saúde sobrecarregado pela COVID-19 e quais medidas podem ser adotadas para atenuar o risco de contrair o vírus.

Dr. Dany Habr, Diretor Global de Oncologia da Pfizer foi convidado a discutir os desafios enfrentados pelas pessoas com câncer e o papel que a Pfizer está desempenhando para apoiá-las.

O QUE SABEMOS SOBRE O IMPACTO DA COVID-19 NAS PESSOAS COM CÂNCER?

Nossos conhecimentos sobre a COVID-19 estão evoluindo rapidamente e estamos começando a entender melhor seu impacto sobre as pessoas com câncer. Hoje, não podemos dizer com certeza se o câncer está relacionado a um maior risco de infecção. Porém, infelizmente, dados iniciais da China e da Itália indicam uma maior taxa de mortalidade entre pessoas com câncer. Uma possível explicação é que essas pessoas costumam ser imunodeficientes devido à doença ou ao tratamento, o que significa que seu sistema imunológico é mais debilitado e menos resistente do que o de um adulto saudável. Pessoas com o sistema imunológico comprometido geralmente correm um risco maior de contrair infecções, incluindo infecções virais, como é o caso da COVID-19.

QUAIS MEDIDAS AS PESSOAS COM CÂNCER PODEM ADOTAR PARA QUE PERMANEÇAM SAUDÁVEIS?

A melhor ação preventiva é evitar a exposição ao vírus, e as pessoas com câncer devem ser extremamente cuidadosos. Em primeiro lugar, recomendo que sigam todas as medidas de precaução que as organizações de saúde pública têm recomendado, como lavar as mãos frequentemente com água e sabão, ficar em casa o máximo possível para evitar o contato com pessoas que possam estar doentes e suspender todas as viagens não essenciais.

Em segundo lugar, sociedades médicas e organizações de pacientes estão incentivando pessoas com câncer, idosos e outras pessoas com alto risco a procurar seus médicos por meio de canais digitais e aproveitar os serviços de telemedicina sempre que possível, a fim de evitar visitas presenciais a consultórios. As pessoas com câncer também devem conversar com a equipe médica para verificar se existem precauções adicionais a serem tomadas. Se uma pessoa com câncer apresentar febre ou outros sintomas de infecção, deve solicitar rapidamente uma avaliação médica abrangente à sua equipe.

O QUE VOCÊ DIRIA ÀS PESSOAS QUE ESTÃO CONSIDERANDO MUDAR SEU ESQUEMA DE TRATAMENTO POR MEDO DE ENFRAQUECER O SISTEMA IMUNOLÓGICO E AUMENTAR O RISCO DE INFECÇÃO?

A COVID-19 gerou muito mais medos e perguntas sobre como abordar o tratamento de pessoas com câncer. Há muitos fatores a serem considerados ao tomar uma decisão importante relacionada ao regime de tratamento e ao equilibrá-lo com a redução do risco de infecção. Sendo assim, precisamos garantir o tratamento ideal e tomar as precauções necessárias, conforme eu havia dito.

Independentemente do tipo de tratamento adotado, o melhor conselho para as pessoas com câncer é conversar com a equipe médica para definir se quaisquer modificações no tratamento são necessárias ou apropriadas.

QUAIS RECURSOS ESTÃO DISPONÍVEIS PARA AJUDAR A SANAR AS PREOCUPAÇÕES DA COMUNIDADE?

Várias sociedades médicas, como a American Society of Clinical Oncology (ASCO), a National Comprehensive Cancer Network (NCCN), a European Society for Medical Oncology (ESMO) e a American Society of Hematology (ASH) publicaram orientações informativas em seus sites para ajudar pessoas com câncer e profissionais de saúde a enfrentar essa situação. A Pfizer também está desenvolvendo seu próprio conjunto de recursos, principalmente o centro de informações sobre a COVID-19 no site Pfizer.com, que é atualizado regularmente com novas informações.

Também acreditamos ser fundamental que a comunidade médica e do câncer reúna toda a experiência coletiva durante esse período. Por isso, estamos em contato constante com os profissionais de saúde e com a comunidade do câncer para ajudar a solucionar as dúvidas sobre o impacto da pandemia da COVID -19 nos tratamentos que utilizam nossos medicamentos. Nossas equipes de Farmacovigilância estão monitorando de perto os eventos adversos relatados com medicamentos da Pfizer em pessoas com COVID-19 para garantir que quaisquer informações novas sejam integradas em nossos esforços educacionais.

QUAL É A SUA MENSAGEM PARA A COMUNIDADE DO CÂNCER DURANTE ESTE PERÍODO?

Estou muito impressionado com a resiliência que as pessoas com câncer, os sobreviventes do câncer e a comunidade em geral têm mostrado durante este momento inédito e assustador que estamos vivendo. É algo realmente inspirador. Agora, mais do que nunca, devemos continuar trabalhando juntos, precisamos apoiar uns aos outros e manter nossa união e cumplicidade. Este é o momento para nos ajudarmos e agirmos como uma equipe para responder a este desafio urgente de saúde pública. Continuo muito esperançoso de que, por meio da ciência, da experiência médica e dos esforços coletivos, derrotaremos a COVID-19.

Material traduzido e adaptado a partir de entrevista concedida ao site da Pfizer Global

Conteúdos relacionados:

Perguntas e Respostas | Sobre câncer e COVID-19

Perguntas e Respostas | Sobre COVID-19

Perguntas e Respostas | Sobre Câncer

Voltar à Página Principal

 

PP-PFE-BRA-2792