Skip directly to content

Prédio vira telão gigante para alertar sobre câncer de pulmão no Minhocão

Com um roteiro impactante e exibição por projeção mapeada, ação da Pfizer em parceira com o Instituto Vencer o Câncer movimenta o centro da capital em agosto

Um prédio vai arder em brasas no centro de São Paulo, em pleno horário de rush. Essa será a sensação de quem passar pelo Elevado Presidente João Goulart, mais conhecido como Minhocão, entre os dias 1 e 4 de agosto. Durante esse período, a partir das 18h, a lateral do edifício da Funarte, na alameda Nothmann, será transformada em um verdadeiro telão a céu aberto. Com um roteiro impactante de apenas 30 segundos e exibição contínua, por meio de projeção mapeada, a intervenção é fruto de uma parceria entre o Instituto Vencer o Câncer (IVOC) e a Pfizer, como forma de alertar a população para o Mês de Conscientização do Câncer de Pulmão. 

A ação estreia justamente no Dia Mundial de Combate ao Câncer de Pulmão. Além disso, no dia 29 de agosto também é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Fumo.  “Sabemos que o tabagismo é a principal causa da doença. E essa mensagem precisa ficar muito clara para a população, especialmente para as novas gerações, nas quais o hábito de fumar tem apresentado uma tendência de aumento”, diz o oncologista e fundador do IVOC, Fernando Maluf.

De fato, a taxa de fumantes entre os jovens brasileiros, que vinha apresentando uma tendência de queda desde 2008, voltou a subir significativamente no ano passado, de acordo com dados do Ministério da Saúde. Em 2017, a proporção de tabagistas entre os jovens de 18 a 24 anos, por exemplo, chegou a 8,5%. Desde 2012 a taxa não ultrapassava a marca dos 8% nessa população. 

Além de alertar sobre os perigos do cigarro, a projeção também aponta os outros fatores relacionados ao câncer de pulmão, como as alterações genéticas, os agentes químicos e a própria poluição, um problema especialmente importante para quem vive nas proximidades do Minhocão. Esses paulistanos respiram 79% de poluição a mais do que a média da cidade, segundo um relatório publicado no ano passado pelo Laboratório de Poluição Atmosférica Experimental da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).

“O combate ao tabagismo e o controle da poluição se tornam ainda mais importantes diante de fatores que não podemos prevenir. Esse é o caso das alterações genéticas relacionadas ao câncer de pulmão, como as mutações ALK e ROS1”, afirma o diretor médico da Pfizer, Eurico Correia.

Por meio da projeção mapeada, o paulistano também será convidado a conferir a #CANCERDEPULMAOSAIBAMAIS, que vai direcionar o internauta a conteúdos educativos sobre a doença nas redes sociais, com informações sobre fatores de risco, principais sintomas e a importância do diagnóstico precoce.  “Vale lembrar também que estamos falando de uma doença agressiva, com elevadas taxas de mortalidade. Por isso, é fundamental trazer essa temática para o dia a dia da cidade e fazer o paulistano parar para refletir sobre esse assunto”, completa Correia.

Serviço
Local: Lateral do prédio da Funarte –Al. Nothmann, 1020 - Campos Elíseos, São Paulo – visível para pedestres e motoristas no Minhocão em ambos os sentidos.
Dias: 1 a 4 de agosto
Horário: 18h às 00h

Ficha técnica:
Agência: CDN Comunicação
Peça:  Projeção mapeada – Mês de Conscientização do Câncer de Pulmão
Duração: 30”
Veiculação: 1 a 4 de agosto, lateral do prédio da Funarte
Argumento, conceito criativo e roteiro: CDN Comunicação
Produtora (desenvolvimento, animação e solução técnica): Visualfarm
Aprovação: Marcela Borim, Ilana Fonseca, Felipe Nogueira, Cristiane Santos, Camila Damato, Milton Junior, Rita Domingues.

 

Assunto relacionado: 
Year: