Skip directly to content

Lesões esportivas em atletas amadores

Praticar exercícios físicos é essencial para ter uma vida saudável e prevenir várias doenças. Porém, o exagero ou falta de informação na hora de se exercitar pode fazer com que muitos atletas amadores sofram com as chamadas lesões esportivas. Quer saber como evitá-las de uma vez por todas? Então, continue a leitura e anote todas as nossas dicas!

Como evitar as lesões esportivas?

Siga as orientações de um profissional - evite começar a se exercitar sozinho, sem o suporte de um profissional de educação física. Tampouco tente reproduzir o treino de um amigo ou familiar. Mas, antes de começar a fazer exercícios físicos, procure um médico para saber se você tem algum tipo de impedimento.

Respeite o limite do seu corpo - atletas de alto nível estão sempre em busca de superar seus próprios limites. Porém, quem não vive do esporte não tem porque exagerar. Observe como seu corpo responde a cada movimento após fazer exercícios físicos. Aumente a intensidade progressivamente, sem pressa. Converse com seu professor sempre que sentir dor.

Hidrate-se - a hidratação durante e após cada sessão de exercícios físicos é fundamental para repor líquidos e sais minerais e para você ter um bom desempenho. Ela mantém o corpo saudável, evita lesões e doenças mais graves.

Faça aquecimento, alongamento e descanse – aquecer faz com que músculos, tendões ligamentos, coração e pulmões se adaptem ao esforço que vão realizar. E não deixe de se alongar depois de se exercitar. Isto relaxa a musculatura e dá mais flexibilidade. O descanso também é essencial. Trabalhar o mesmo grupo de músculos todos os dias não trará um resultado mais rápido, muito pelo contrário.

Quais são as lesões esportivas mais frequentes em atletas amadores?

As lesões esportivas mais comuns em academias são as chamadas lesões de grau I, ou seja, são pequenos estiramentos musculares em áreas específicas do corpo que possuem tratamento e recuperação rápidos e sem grandes consequências. Mas, também há casos de lesões mais sérias e que demandam cuidados específicos e demorados. Entre as lesões mais comuns estão:

  • Câimbra – contração involuntária e dolorosa de algum músculo;
  • Luxação - deslocamento de um osso da articulação;
  • Lombalgia – dor na região lombar;
  • Bursite – inflamação da bursa, bolsa que age como amortecedor nas articulações;
  • Tendinite – inflamação de um ou mais tendões;
  • Contusão muscular – lesão aguda sem corte;
  • Distensão muscular – rompimento de fibras musculares devido a esforço;
  • Fraturas por estresse e movimentos repetitivos.

Como tratar lesões esportivas?

Dependendo das lesões esportivas, o tratamento pode ser feito com medicação, repouso, compressas de gelo e até sessões de fisioterapia. Já em casos mais graves, quando há ruptura de ligamentos ou quebra de ossos, pode ser necessário realizar cirurgia ortopédica ou imobilizar a parte do corpo afetada durante um determinado tempo. Sempre que sentir alguma dor persistente, procure um médico. Não se automedique ou insista na prática de exercício físico estando lesionado.


Conteúdo relacionado no site da Pfizer

Ser “atleta de fim de semana” faz mal para a saúde?


Referências
 
http://www.usp.br/espacoaberto/?materia=machucou-de-novo - acessado em 29/01/2018

https://www.into.saude.gov.br/area-de-imprensa/midia-tv/515-entrevista-com-dr-naasson-cavanellas-sobre-lesoes-em-atletas-amadores - acessado em 29/01/2018

http://www.scielo.br/pdf/rbort/v50n5/1982-4378-rbort-50-05-00537.pdf - acessado em 29/01/2018

https://www.health.harvard.edu/pain/avoid-workout-injuries - acessado em 29/01/2018

https://www.mayoclinic.org/healthy-lifestyle/fitness/in-depth/overuse-injury/art-20045875?pg=1 - acessado em 29/01/2018