Skip directly to content

Qual a diferença entre analgesia e anestesia?

Embora tenham um objetivo semelhante, que é eliminar a sensação de dor, a analgesia e a anestesia são procedimentos diferentes. Continue a leitura para saber qual é a diferença entre analgesia e anestesia e quais são os tipos de analgésicos e de anestesias que existem.

Entenda a diferença entre analgesia e anestesia

Enquanto a analgesia é usada em dores esporádicas, a anestesia bloqueia a sensação de dor durante um período de tempo específico para que o paciente não sinta dor durante algum procedimento médico.

Analgesia - as drogas usadas têm o objetivo apenas de aliviar ou minimizar a dor. Ou seja, elas provocam a ausência ou o amortecimento da dor sem perda de consciência.

Anestesia – são usadas drogas anestésicas no paciente para que o cérebro dele não reaja à dor durante um procedimento cirúrgico. Dependendo do tipo, o paciente pode ou não ficar consciente.

A anestesia e a analgesia devem ser usadas em situações diferentes

Anestesia - cada tipo é indicado para um determinado procedimento, por exemplo:

  • Anestesia geral – com ela, o paciente “dorme” profundamente, é ideal para realizar procedimentos mais invasivos;
  • Anestesia regional - o paciente permanece acordado, mas parte do seu corpo é “adormecido”. Aqui se enquadram as anestesias raquidiana e peridural, usadas, por exemplo, em partos;
  • Anestesia local - usada apenas na região onde ocorrerá o procedimento, como em tratamentos odontológicos e procedimentos estéticos não muito extensos.

Analgesia - qualquer medicamento utilizado para aliviar a dor é um analgésico, como, por exemplo, um remédio para dor de cabeça. Os analgésicos são uma classe extensa de medicamentos, que se dividem em dois tipos básicos:

  • Narcóticos – reduzem a percepção da dor. São mais fortes e diminuem a atividade cerebral, provocando sono;
  • Não narcóticos – inibem a produção de determinadas substâncias, o que diminui a sensação de dor.

Riscos da analgesia e da anestesia

Qualquer tipo de droga pode gerar reações adversas quando entra no organismo. Por isto, é essencial uma avaliação do médico antes de ela ser adotada. Porém, quando é administrada de forma correta e na dosagem exata, tanto a anestesia quanto a analgesia apresentam riscos quase nulos à saúde.

Um bom profissional irá mostrar todos os prós e os contras que envolvem a analgesia e a anestesia, conforme o caso. Siga as recomendações do seu médico e não os conselhos de amigos e familiares para se automedicar.

Conteúdos relacionados no site da Pfizer

Referências

http://labs.icb.ufmg.br/lpf/revista/revista1/volume1_a_dor(II)/cap8.htm - acessado em 24/02/18

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/dicas/219_anestesia.html - acessado em 24/02/18