Saiba o que é a trombose e o que pode causá-la

mulher segurando uma de suas pernas

Uma em cada quatro pessoas no mundo morre por condições causadas por trombose, segundo a Sociedade Internacional de Trombose e Hemostasia. A trombose é causada por um coágulo sanguíneo que pode bloquear ou prejudicar o fluxo de sangue na região em que está e até se soltar e se mover para um órgão. Apesar da gravidade, muitas pessoas desconhecem as principais causas, sintomas e maneiras de prevenção. Continue a leitura e entenda tudo sobre a trombose.

Tipos de trombose

Trombose venosa - é o tipo mais comum. Acontece quando o coágulo de sangue bloqueia uma veia. Estima-se que cerca de 180 mil novos casos de trombose venosa surgem no Brasil a cada ano, sendo que ela também pode causar embolia pulmonar.

Trombose arterial - ocorre quando o coágulo de sangue bloqueia uma artéria. Acidentes vasculares cerebrais  (AVCs) e infartos  podem ser consequências de tromboses arteriais. Esta trombose costuma ser mais grave do que a venosa.

Sinais e sintomas de trombose

Apesar de não apresentar sintomas em alguns casos, às vezes a trombose pode ser identificada. É importante prestar atenção aos possíveis sinais e sintomas para procurar ajuda médica o mais rápido possível. Quanto mais cedo a trombose for tratada, melhores são os prognósticos do paciente. Então, fique atento se você ou alguém próximo apresentar algum dos seguintes sinais e sintomas:

  • Inchaço na região em que se formou o coágulo;
  • Vermelhidão e calor no local afetado;
  • Dor ou sensação de peso;
  • Rigidez da musculatura.

A trombose arterial também pode apresentar os seguintes sinais e sintomas:

  • Dor no peito;
  • Fraqueza em um lado do corpo;
  • Mudança repentina do estado mental.
  • Fatores de risco que aumentam chance de trombose
  • Predisposição genética;
  • Gravidez;
  • Imobilidade provocada por prolongadas internações hospitalares;
  • Dificuldade de movimentação durante viagens longas  em aviões e ônibus;
  • Terapia de reposição hormonal;
  • Uso de anticoncepcionais ;
  • Varizes;
  • Cirurgias;
  • Tabagismo.
  • Hipertensão ;
  • Colesterol alto ;
  • Aterosclerose;
  • Diabetes.

Mudança de hábitos ajuda a prevenir a trombose

Embora não seja possível evitar alguns fatores de risco, é possível prevenir a trombose ao adotar um estilo de vida saudável. Veja, a seguir, como fazer isto:

  • Pratique exercício físico regularmente;
  • Não fume;
  • Evite o consumo de bebidas alcoólicas;
  • Mantenha uma alimentação equilibrada;
  • Procure manter o peso;
  • Durante viagens prolongadas, use roupas e calçados folgados e confortáveis;
  • Caso trabalhe muito sentado, tente se movimentar ou usar meias de compressão;
  • Beba muita água para evitar desidratação.

É importante consultar um médico se você tiver histórico de trombose na família ou apresentar alguns dos sintomas. Com a trombose diagnosticada, o médico poderá indicar o tratamento adequado.

 

Referências

http://www.worldthrombosisday.org/issue/thrombosis/ - acessado em 03/07/2019

https://www.hopkinsmedicine.org/healthlibrary/conditions/hematology_and_blood_disorders/thrombosis_85,P00105 - acessado em 03/07/2019

http://www.sbacv.com.br/artigos/medicos/trombose-venosa-profunda - acessado em 03/07/2019

http://www.abhh.org.br/imprensa/dia-mundial-da-trombose-associacoes-medicas-alertam-sobre-trombose-hospitalar/ - acessado em 03/07/2019

https://sbacvsp.com.br/trombose-venosa-profunda-tvp/ - acessado em 03/07/2019

http://www.brasil.gov.br/saude/2016/09/saiba-como-evitar-a-trombose - acessado em 03/07/2019

 

PP-PFE-BRA-0921