Dicas para hipertensos

Hipertensos fazendo exercícios físicos como forma de controlar a pressão arterial

A hipertensão atinge mais de 31 milhões de brasileiros e apenas 10% dessa população cuida do problema, o que faz da doença a principal causa de morte no Brasil. Algumas dicas são valiosas para pessoas com hipertensão, para que os cuidados com a doença sejam cada vez mais efetivos no seu combate. Continue a leitura e veja como os hipertensos podem ser mais cuidadosos com a saúde.

O que é hipertensão arterial ou pressão alta?

É a elevação da pressão do sangue dentro das artérias, ficando acima dos valores considerados normais e seguros. As artérias são vasos que saem do coração e levam o sangue oxigenado e com nutrientes para todas as células de nosso organismo. E é justamente essa movimentação mais intensa que pode fazer com que o coração trabalhe mais, causando modificações em suas estruturas, alterando a parede das artérias, deixando-as mais estreiras e ajudando na formação de depósitos de gorduras.

Existe um valor estabelecido para diagnosticar a pressão alta?

Sim. A pressão arterial é medida em milímetros (mm) ou centímetros (cm) de mercúrio (Hg). Os níveis considerados normais são os de 120 por 80 mmHG, ou o “12 por 8” cm de Hg. Quando a pressão está maior do que 140 por 90 mmHG (14 por 9), ela é considerada alta e um médico deve ser consultado. 

Se a sua pressão está maior que 12 por 8 e menor que 14 por 9, se consulte com um médico e faça a medicação da sua pressão, pelo menos, semestralmente ou de acordo com a indicação do profissional. 

Por que a hipertensão arterial, ou pressão alta, é perigosa?

Porque inicialmente a hipertensão arterial não apresenta nenhum sintoma, e muitas vezes os sintomas que lhe atribuem, como dor de cabeça, sangramento pelo nariz, tonturas, falta de ar e outros, nem sempre são causados por ela. 

Apesar disso, essa inimiga silenciosa aumenta o risco de problemas de saúde sérios, como o a pessoa ter infarto do miocárdio, acidente vascular cerebral (derrame), insuficiência cardíaca, insuficiência renal e comprometimento da visão por lesões na retina. 

Por que uma pessoa apresenta hipertensão arterial?

Há diversos fatores de risco, controláveis e não controláveis, para a hipertensão. Veja:

Fatores de risco controláveis

Sobrepeso e obesidade - cerca de 70% dos homens e 61% das mulheres com hipertensão são obesos; 

Sedentarismo - a prática de exercícios físicos contribui para diminuição da pressão arterial e ainda previne outros fatores de risco, como o estresse e obesidade; 

Excesso de sal - é indicado consumir até 5g de sal diariamente. Quem consome acima desse valor está mais sujeito à hipertensão arterial; 

Álcool - o consumo de álcool é muito calórico e aumenta a pressão arterial; 

Tabagismo - a nicotina faz o coração trabalhar mais, o que leva ao aumento da pressão arterial.

Não controláveis

Idade e sexo - mulheres a partir de 60 anos e homens até 50 anos são mais afetados pela hipertensão; 

Etnia - a doença é mais comum em negros; 

Histórico familiar - cerca de 90% dos casos são herdados dos pais.

Após feito o diagnóstico de hipertensão arterial, como tratá-la?

O tratamento pode ser ou não feito com medicamentos, o que dependerá dos níveis da pressão arterial, do comprometimento de determinados órgãos e da presença de outras doenças. A pessoa com a doença também deverá adotar alguns hábitos saudáveis para impedir o avanço e complicações da doença, tais como: 

Alimentação - diminua o sal da comida; nunca ultrapasse 6 gramas por dia, ou seja, uma colher de chá para toda a alimentação diária. Retire o saleiro da mesa e use temperos naturais, como limão, cebola, alho e cheiro verde.

Peso - o excesso de peso tem grande relação com o aumento da pressão. Para saber se você está com o peso acima do normal, basta calcular o seu índice de massa corpórea (IMC). Acima de pela seguinte fórmula: 

Peso/(Altura x Altura) = IMC

Se o seu IMC é superior a 25kg/m², o seu peso está acima do normal. Exemplo: uma pessoa com 98 quilos e 1,75 metro de altura tem massa corpórea igual a 32 kg/m2. 

98 / (1,75 x 1,75) = 32 kg/m2 

Portanto, ele está com o peso acima do normal. 

Evite dietas milagrosas e use a criatividade, consumindo alimentos de todos os grupos (cereais integrais, frutas, legumes, carnes, leite e derivados) e variando o máximo que puder o cardápio para não faltar nutrientes.

Sedentarismo - faça regularmente algum exercício físico, como uma caminhada de, no mínimo, 30 minutos todos os dias ou, pelo menos, quatro vezes por semana. Os melhores exercícios para os hipertensos são caminhar, nadar, correr e andar de bicicleta.  

Bebidas alcoólicas - o consumo excessivo de bebidas alcoólicas eleva a pressão arterial. Por isso, os homens devem limitar o consumo diário de álcool para duas doses e mulheres e pessoas de baixo peso a uma dose. Uma dose contém cerca de 14g de etanol e equivale a 350 ml de cerveja, 150 ml de vinho e 45 ml de bebida destilada.

Se você não consegue se enquadrar nesses limites, é indicado que você pare o consumo de bebidas alcoólicas, pois, além de fazer subir a pressão, o álcool é uma das causas de resistência ao tratamento anti-hipertensivo, causando gastrite, problemas no fígado, no coração e no cérebro. 
 
Tabagismo - é o mais importante fator de risco que é possível prevenir para as doenças cardiovasculares, sendo responsável por sete milhões de mortes anualmente. A nicotina aumenta a pressão arterial e acelera a progressão da aterosclerose (depósito de gorduras nas paredes das artérias). Portanto, abandonar o tabagismo deve ser a primeira providência do hipertenso. 
 
Estresse - identifique o motivo gerador de tensão e tente eliminá-lo de sua vida. Se não for possível, procure ajuda de um profissional especializado, como um psicológico. Esse profissional é o mais indicado para te ajudar a lidar com situações estressantes. 

Atividades de lazer - descubra uma atividade que lhe dê prazer. Ler um livro, pintar um quadro, bordar, participar de atividades sociais ou de grupos de relaxamento são ocupações que geram bem-estar. Invista suas energias na atividade que mais lhe agradar. 
 

Referências

 

PP-PFE-BRA-1879