Skip directly to content

Institucional

Quem Somos

 

Pfizer: inovação e comprometimento com a saúde

Presente no Brasil desde 1952, companhia investe na descoberta de tratamentos inovadores para necessidades médicas ainda não atendidas.

Inovação sempre fez parte da atuação da Pfizer para proporcionar saúde e bem-estar às pessoas em todas as etapas da vida. Desde 1849, a Pfizer trabalha para avançar na prevenção e em tratamentos cada vez mais seguros, eficazes e de qualidade.

A história da Pfizer no Brasil vem de longa data. A companhia está presente no país há mais de 60 anos, possui 2.800 funcionários e mantém sua sede na cidade de São Paulo, além de possuir uma fábrica localizadas em Itapevi. Seu faturamento chegou a R$ 4,1 bilhões em 2013, considerando as duas divisões da empresa: Farmacêutica (produtos de prescrição) e Consumer Healthcare (medicamentos isentos de prescrição).

Hoje, a Pfizer é a mais completa e diversificada do setor farmacêutico, oferecendo mais de 150 opções terapêuticas para uma variedade de doenças, com um portfólio que engloba desde vacinas para bebês e idosos até medicamentos para doenças complexas, como dor, câncer, tabagismo, artrite reumatóide, infecção hospitalar, Alzheimer entre outras.

Presente em mais de 150 países, a companhia está globalmente dividida em três grandes áreas: Negócio Global de Produtos Inovadores, Negócio Global de Produtos Estabelecidos (sem proteção de patente) e Negócio Global de Vacinas, Oncologia e Consumo.

O Brasil conquistou avanços importantes nos negócios globais da companhia. Além de se tornar o maior mercado para a Pfizer na América Latina, o País participa cada vez mais na descoberta de terapias inovadoras. A começar pelo número de moléculas, 30 no total, para o tratamento de diversas doenças que estão sendo avaliadas em 57 estudos clínicos em mais de 200 centros de pesquisas no País, envolvendo 1.500 pacientes.

Além disso, uma nova estrutura de pesquisa e desenvolvimento, iniciada em 2012, contribui para ampliar a presença do Brasil no segmento global de P&D da companhia. O objetivo é estimular iniciativas locais e projetos inovadores que ajudarão pacientes no mundo inteiro, além de apoiar a pesquisa e evidenciar o potencial científico brasileiro. 

Por trás destes números abrangentes há muito trabalho na busca pelo melhor para a saúde de cada indivíduo em todo o mundo. A começar pelos investimentos em pesquisa e desenvolvimento (P&D) de novos medicamentos que chegam a US$ 7 bilhões globalmente.

Atualmente a companhia conta com um pipeline com 82 programas em diferentes fases de desenvolvimento (32 em fase 1; 23 em fase 2; 20 em fase 3; e 7 em fase de registro). São moléculas em estudo para doenças como colesterol elevado, diabetes, artrite reumatoide, lúpus, Alzheimer, esquizofrenia, dor, malária, osteoporose, câncer, doenças raras, entre outros.

Todo esse esforço tem como foco oferecer às pessoas a oportunidade de envelhecer bem e viver por mais tempo, sempre com qualidade de vida. Além disso, há também a preocupação de que os medicamentos estejam cada vez mais ao alcance da população. Em 2010, a Pfizer marcou sua entrada no segmento de genéricos no País com a aquisição de 40% do laboratório brasileiro Teuto. Isso resulta em mais pacientes com acesso aos produtos com a qualidade Teuto e Pfizer.

 

Compromisso social

A Pfizer mantém sua missão e seus valores trabalhando para fazer a diferença na vida das pessoas e contribuindo com a comunidade por meio de suas iniciativas sociais. No Brasil, a empresa é parceira em diversos projetos sociais que promovem saúde, desenvolvimento social, educação e respeito ao meio ambiente.

Os projetos sociais apoiados pela Pfizer Brasil atualmente são: Expedicionários da Saúde, Humanização Hospitalar, Se Cuida Zezinho!, Programa de Inclusão Digital da Casa dos Velhinhos de Ondina Lobo, Vale Sonhar e Projeto Tear. A companhia mantém ainda um programa de conscientização ambiental em Guarulhos, chamado Programa Pfizer de Educação Ambiental, e uma iniciativa com o intuito de incentivar a história da comunidade de Itapevi, chamada “Memória Local na Escola”.

Além disso, a Pfizer incentiva funcionários de seus escritórios e fábricas a participarem de programações diversas, dedicando parte de seu tempo e talento. Desde 2005, a empresa coloca em prática o Programa Voluntários Pfizer que engaja anualmente centenas de funcionários.

 

Origem

A história da companhia começou em 1849, em Nova York, quando os primos e imigrantes alemães Charles Pfizer e Charles Erhart iniciaram a produção de insumos para o preparo de medicamentos. A projeção mundial veio quando a dupla viabilizou a produção da penicilina em larga escala.

 

Pfizer em fatos e números

Estrutura no Brasil

▪ 2,8 mil funcionários

Estrutura no mundo

▪ 78 mil funcionários no mundo, distribuídos em 150 países

Fábrica no Brasil

▪ Itapevi

Fábricas no mundo

▪ 58 unidades industriais

Faturamento

▪ R$ 4,1 bilhões (2013) no Brasil

▪ US$ 51,6 bilhões (2013) no mundo

Pesquisa e Desenvolvimento

▪ Investimento de US$ 7 bilhões ao ano globalmente

Principais segmentos de atuação

▪ Produtos de prescrição: cardiologia, urologia, SNC, imunização, ginecologia, dor e inflamação, infectologia, oncologia, hospitalar, oftalmologia, entre outros

▪ Medicamentos isentos de prescrição: multivitamínicos, analgésico, nutricosméticos, antiácido e antigripais

Principais marcas e produtos

▪ Produtos de prescrição: Enbrel, Lípitor, Viagra, Zyvox, Sutent, Geodon, Vfend, Rapamune, Lyrica, Prevenar 13, Celebra, Champix, entre outros (a linha de produtos de prescrição possui mais de 100 medicamentos)

▪ Medicamentos isentos de prescrição: Centrum, Advil, Imedeen, Caltrate, Clusivol, Magnésia Bisurada, Stresstabs e Dimetapp