Duas cidades brasileiras irão participar do estudo clínico de estágio final da vacina de mRNA da Pfizer e da BioNTech contra a COVID-19

Início dos estudos fase 2b/3 nos estados de São Paulo e Bahia está planejada para o início de agosto

São Paulo, 21 de julho de 2020 - A Pfizer Inc. (NYSE: PFE) e a BioNTech SE (Nasdaq: BNTX) anunciaram hoje a escolha do Brasil como uma das localidades do mundo para a futura Fase 2b/3 de seu programa de vacina à base de mRNA BNT162, o Projeto Lightspeed, contra a SARS-CoV-2. 

A escolha do Brasil para participar do estudo foi baseada no conhecimento científico e capacidade local, assim como na epidemiologia da doença e experiência prévia do país para realização de estudos clínicos. O estudo será conduzido em duas localidades, em São Paulo, no CEPIC - Centro Paulista de Investigação Clínica, e na Bahia, na Instituição Obras Sociais Irmã Dulce, e acaba de ser aprovado pela ANVISA, agência regulatória brasileira. 

O Dr. Edson Moreira, médico e doutor em Epidemiologia pela Universidade de Columbia em Nova York e pós-doutorado pela Universidade McGill em Montreal, será o investigador principal do estudo. “Estamos orgulhosos em ter voluntários brasileiros participando nesse esforço global de pesquisa, que pode desempenhar um papel crítico na luta contra a Covid-19. Estamos confiantes no sucesso de nosso estudo e que a ciência vencerá essa pandemia”, comentou o dr. Edson. 

Pfizer e BioNTech já haviam afirmado que a previsão para o início da Fase 2b/3 dos estudos clínicos da BNT162 seria no final de julho, dependendo das aprovações regulatórias necessárias. 

As companhias continuarão avaliando o plano de desenvolvimento clínico no decorrer do período e verificando a necessidade e a viabilidade de locais adicionais.