Como apoiar pessoas com os distúrbios mentais

mulher mais jovem abraçando outra mulher mais madura

Em média, os primeiros sintomas dos distúrbios mentais começam a aparecer por volta dos 24 anos, afetando uma a cada cinco pessoas dessa idade. As informações erradas sobre esses problemas tornam ainda mais difícil o acesso aos tratamentos. Além do conhecimento e ajuda médica, a pessoa também precisará do apoio familiar para lidar com os distúrbios mentais. 

Os sinais de que a pessoa tem algum transtorno mental

A pessoa que está lidando com os sintomas dos transtornos mentais pode ter algumas mudanças no comportamento por conta da dificuldade que está passando. Entre alguns dos sinais estão: 

Abuso de substâncias - tanto o álcool como outras drogas podem ser usadas em excesso como uma forma de a pessoa tentar impedir alguns dos sintomas ligados aos distúrbios mentais. 

Mudança nos hábitos de sono e alimentação - dormir por muitas horas seguidas ou ficar muito tempo acordado também pode demonstrar que a pessoa está passando por um momento difícil com a saúde mental. Além disso, é possível que os hábitos alimentares dela mudem, comendo em excesso ou até mesmo evitando comer. 

Mudança repentina de humor - alguns dos transtornos mentais tem como o sintoma principal as alterações de humor. A pessoa pode se irritar com coisas que antes não a afetavam ou até mesmo ficar triste e apática sem nenhum motivo aparente. 

Quais distúrbios mentais podem causar essas mudanças? 

Entre os distúrbios mentais mais associados a essa mudança de comportamento estão: 

  • Depressão; 
  • Transtorno de ansiedade; 
  • Transtorno bipolar; 
  • Distúrbio do pânico; 
  • Esquizofrenia; 
  • Transtorno Obsessivo Compulsivo; 
  • Transtorno de déficit de atenção; 
  • Hiperatividade. 

Como ajudar alguém que possui transtornos mentais? 

É possível ajudar um familiar ou alguém próximo que esteja passando por algum distúrbio mental. Entre algumas formas de apoio que você pode oferecer estão: 

Incentive que a pessoa busque ajuda médica - os transtornos mentais podem e devem ser tratados como outros problemas de saúde. Por isso, é essencial que a pessoa busque ajuda de um médico para saber qual é o tratamento recomendado. Converse sobre a possibilidade de uma consulta com um psicólogo e/ou psiquiatra. Em alguns casos, clínicos gerais também podem fazer recomendações para que a pessoa busque ajuda especializada para a saúde mental.  

Ouça o que a pessoa tem a dizer - algumas vezes, os sintomas dos transtornos mentais farão que quem está passando por essa situação evite contar o que está sentindo. Por isso, incentive que a pessoa compartilhe os pensamentos e situações que a fazem se sentir angustiada ou até mesmo que podem levar a ter alguns sintomas. 

Cuidado com algumas palavras - ao conversar com quem tenha algum distúrbio mental, é preciso evitar dizer algumas coisas que a farão se sentir pior ou até mesmo sentir culpa por terem o problema. Entre algumas dessas frases estão: 

  • “Isso é passageiro”; 
  • “É só coisa da sua cabeça”; 
  • “Você não tem motivos para se sentir assim”; 
  • “Eu também já fiquei triste assim”; 
  • “Você está querendo chamar a atenção”. 

 

Referências

http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84862016000100012  - acessado em 02/12/2019

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702019000100103  - acessado em 02/12/2019

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-44462017000400384  - acessado em 02/12/2019

http://www.scielo.br/pdf/rbp/v38n1/1516-4446-rbp-38-01-00073.pdf  - acessado em 02/12/2019

 

 

PP-PFE-BRA-2368