Qual a diferença entre HIV e aids?

Médico explicando para um paciente a diferença entre HIV e aids

Desde que os primeiros casos de infecção por HIV foram noticiados, em 1982, o desenvolvimento de terapias e o acesso crescente aos meios de prevenção, diagnóstico e tratamento tornaram a infecção uma condição crônica de saúde. Isso permite que, mesmo sendo portadoras do vírus, as pessoas não desenvolvam a doenças aids e tenham uma vida saudável e longa, enquanto ainda não existe uma cura definitiva. Continue a leitura para entender a diferença entre HIV e aids e saber como o vírus infecta um indivíduo e destrói as células de defesa do sistema imunológico.

Diferença entre HIV e aids: o que é HIV?

O HIV (human immunodeficiency virus) é o vírus que provoca a imunodeficiência humana. Ele ataca o sistema imunológico e deixa o organismo sem defesa contra outras infecções. O principal alvo do vírus é o linfócito T-CD4+, que é um tipo de célula de defesa produzida pela glândula timo. Essa célula é responsável por organizar e comandar a resposta do sistema imunológico, pois consegue memorizar os tipos de micro-organismos que já infectaram o corpo e, assim, pode reconhecê-los e destruí-los.

Quando infecta uma pessoa, o vírus HIV se liga a um componente da membrana que reveste o linfócito T-CD4+ e o invade para se multiplicar. Ele altera o DNA do linfócito para que crie cópias do vírus. Depois que se multiplica, rompe o linfócito destruindo-o e se liga a outros para continuar sua multiplicação. Conforme a infecção pelo HIV avança, o sistema imunológico vai enfraquecendo até não conseguir mais combater outros agentes infecciosos.

Diferença entre HIV e aids: o que é aids?

Na medida em que se multiplica e destrói os linfócitos T-CD4+, o vírus HIV vai incapacitando o sistema imunológico da pessoa, permitindo que ela desenvolva outras doenças, que são chamadas de oportunistas. Quando isso acontece é que a pessoa desenvolve a aids. Ou seja, a diferença entre HIV e aids, é que HIV é o vírus que pode provocar a aids (Acquired Immune Deficiency Syndrome), que significa síndrome da deficiência imunológica adquirida.

Mas, isso leva um tempo para acontecer - que pode variar bastante - desde o momento em que alguém é infectado pelo HIV. Quando a pessoa é contaminada, passa a ser soropositiva. Porém, muitos soropositivos podem viver anos com o vírus sem desenvolver a doença e ter sinais e sintomas de aids. No entanto, mesmo sem desenvolver a doença, quem tem o vírus HIV pode transmiti-lo para outras pessoas. As formas de contágio são as seguintes:

  • Fazer sexo vaginal, anal e oral sem usar preservativo;
  • Receber transfusão de sangue contaminado;
  • Compartilhar instrumentos perfurocortantes sem esterilizar antes, como seringas e alicates de unha;
  • Da mãe para o filho durante a gravidez, o parto e a amamentação.

 

Porém, a pessoa que faz tratamento com antirretrovirais e tem a carga do vírus HIV indetectável em exames durante seis meses no mínimo, não o transmite em relações sexuais. O conceito de que o vírus indetectável é igual a intransmissível (I = I) é consenso entre cientistas e instituições de referência sobre HIV de abrangência mundial e está baseado em evidências científicas.

Esse conceito foi adotado pelo governo brasileiro, conforme a Nota Informativa Nº 5, de 14 de maio de 2019, divulgada pelo Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das IST, do HIV/Aids e das Hepatites Virais da Secretaria de Vigilância em Saúde (DIAHV/SVS) do Ministério da Saúde. Mas, a Nota ressalta que o uso regular de preservativos continua sendo uma estratégia fundamental para a resposta ao HIV.

A Nota da Secretaria de Vigilância em Saúde também destaca a importância de compreender corretamente como o HIV é ou não é transmitido, pois isso tem efeitos positivos sobre a estigmatização da pessoa soropositiva e a autoestigmatização por ser portador do vírus. Também afeta positivamente os direitos sexuais e reprodutivos, a testagem, a vinculação aos serviços de saúde e a adesão ao tratamento de quem vive com HIV.


Referências

 

 

PP-PFE-BRA-3591