Entenda o câncer de tireoide

médica examinando pescoço de paciente mulher

O câncer da tireoide é o mais comum da região da cabeça e pescoço. Frequentemente, ele surge em uma idade mais precoce do que a maioria dos outros tipos de câncer em adultos – dois em cada três casos ocorrem com pessoas na faixa etária entre 20 e 55 anos de idade. A causa exata da doença não é conhecida, mas existem alguns fatores que aumentam o risco de desenvolvê-la. Entenda quais são os fatores de risco, os sintomas e as formas de tratamento desse tipo de câncer.

O que é câncer de tireoide?

A tireoide é uma glândula que fica na região do pescoço, responsável pela produção de hormônios que ajudam a regular o nosso metabolismo. O câncer na tireoide é decorrente do crescimento de nódulos malignos, ou tumores, nessa glândula.

Na maioria dos casos, os nódulos que aparecem no pescoço não são cancerosos, mas é importante que sejam investigados por um médico. Se malignos, os nódulos são capazes de se espalhar e prejudicar o funcionamento de todo o corpo humano. 

  • Geralmente, os nódulos malignos atingem pessoas entre 25 e 65 anos.

Qual a incidência do câncer de tireoide?

O Instituto Nacional de Câncer (INCA) estima que, para cada ano do triênio 2020/2022, 13.780 novos casos de câncer de tireoide sejam diagnosticados no Brasil – 1.830 em homens e 11.950 em mulheres. 

A doença é predominante no sexo feminino. Há um risco estimado de 1,72 casos a cada 100 mil homens e 11,15 casos a cada 100 mil mulheres. 

Qual são as causas e fatores de risco do câncer de tireoide?

Ainda não existe um consenso médico sobre o que causa o câncer de tireoide. Entretanto, sabe-se que existem fatores de risco que podem aumentar as chances da doença se desenvolver, como: 

  • Exposição à radioterapia na cabeça e pescoço durante a infância;
  • Histórico familiar de câncer de tireoide;
  • Alimentação pobre em iodo;
  • Certas doenças genéticas, como a síndrome de Gardner e a doença de Cowden;
  • Idade superior a 35 anos;
  • Ser do sexo feminino;

Quais são os sinais e sintomas do câncer de tireoide?

O principal sinal de câncer de tireoide que pode ser observado é a presença de nódulos na região do pescoço, que podem crescer rapidamente e deixar a região inchada. Eles podem estar associados a alterações na voz, como rouquidão, e causar sensação de falta de ar, dificuldade para engolir e tosse constante. Outro possível sinal é a dor no pescoço, que às vezes irradia para os ouvidos. Como os nódulos da tireoide são relativamente comuns e nem sempre indicam câncer, o diagnóstico deve ser feito por um médico.

  • Se você sentir um nódulo ou inchaço no pescoço, consulte um endocrinologista para diagnóstico e tratamento.

Como é feito o diagnóstico do câncer de tireoide?

O primeiro passo para o diagnóstico do câncer de tireoide é o exame físico, no qual o médico examina o pescoço para sentir alterações físicas na tireoide, e faz a análise do histórico da pessoa. Quando há sinais de nódulo, o médico indica o exame de ultrassonografia do pescoço. 

Se um tumor é identificado no exame, é preciso realizar uma biópsia ou punção aspirativa (remoção de uma amostra de tecido da tireoide) para analisar aquele tecido e, assim, descartar ou confirmar o diagnóstico. 

Como é o tratamento do câncer de tireoide? 

O tratamento do câncer de tireoide é feito por meio de cirurgia.  No procedimento, chamado tireoidectomia, o cirurgião remove parte ou, mais comumente, toda a glândula tireoide e nódulos linfáticos anormais. 

Em casos específicos, o médico também recomenda terapia com iodo radioativo para complementar o tratamento, que consiste em ingerir uma pequena quantidade de iodo radioativo para destruir o tecido tireoidiano não removido pela cirurgia. 

O tratamento do câncer de tireoide também pode incluir radiação externa e quimioterapia.

É possível prevenir o câncer de tireoide?

Embora não existam estratégias específicas para prevenir o câncer de tireoide, manter um estilo de vida saudável, com uma dieta equilibrada e a prática de exercícios físicos, é sempre recomendado para evitar o surgimento de vários tipos de câncer. 

A detecção precoce do câncer é uma estratégia para encontrar o tumor numa fase inicial e, assim, possibilitar maior chance de cura e sucesso no tratamento. Assim, pessoas com sinais e sintomas sugestivos de câncer de tireoide devem procurar o médico o quanto antes e fazer exames para investigar a doença.

Além disso, pessoas sem sinais e sintomas, mas com alto risco de desenvolver câncer de tireoide – por exemplo, aquelas com histórico familiar da doença – devem conversar com o médico e fazer exames periódicos para o rastreamento desse tumor. 

 

Conteúdos relacionados

 

Referências

 

PP-UNP-BRA-0249