Transtorno obsessivo compulsivo (TOC)

Material de escritório extremamente organizado, um dos sintomas do Transtorno Obssessivo Compulsivo (TOC)

No Brasil, cerca de uma pessoa a cada 50 sofre de transtorno obsessivo compulsivo e em torno de 30% dos que têm se recusam a passar pelo tratamento. O TOC é definido por uma série de obsessões e manias que a pessoa apresenta na rotina. Veja quais são os principais sinais e sintomas do transtorno obsessivo compulsivo e tire suas dúvidas.

Perguntas e respostas sobre o transtorno obsessivo compulsivo

O que são obsessões e compulsões? 

Obsessões - são ideias, pensamentos e impulsos que surgem de maneira repetitiva. Geralmente, eles vêm acompanhados de um sentimento de medo e culpa por serem inapropriados aos momentos. Alguns dos tipos mais comuns de obsessões são:

  • Limpeza e higiene;
  • Simetria com os objetos; 
  • Autoimagem;
  • Sexuais; 
  • Acumulação. 

Compulsões - são as manifestações físicas das obsessões, gerando comportamentos ou rituais. Exemplos de compulsões comuns são:

  • Lavar as mãos várias vezes;
  • Repetição de rituais ao andar na rua, como evitar pisar em rachaduras; 
  • Checar muitas vezes se uma porta está trancada. 

Quem sofre de transtorno obsessivo compulsivo sabe que os comportamentos são anormais? 

Geralmente, pessoas com TOC estão cientes de que os comportamentos não são normais ou adequados. Por saberem do problema, entre 70 e 80% das pessoas com transtorno obsessivo compulsivo também sofrem de depressão. Elas têm medo do julgamento dos outros e por isso escondem os sintomas, evitando até mesmo buscar ajuda médica. 

Qual a diferença entre os sintomas do TOC e uma mania? 

As manias, muitas vezes, são rituais repetitivos movidos por superstição. Quando estas manias se tornam muito constantes ou se deixar de fazê-las gera algum sintoma físico e/ou psicológico, então elas são resultado do transtorno obsessivo compulsivo. 

Quais são as causas dos transtornos obsessivos compulsivos? 

O TOC pode estar associados com fatores biológicos, envolvendo questões genéticas e neuroquímicas do cérebro, e psicológicos, como problemas para lidar com inseguranças e ansiedades. 

Como são tratados os sintomas do TOC? 

Após o diagnóstico do transtorno obsessivo compulsivo realizado pelo médico, a pessoa pode passar por dois tipos de tratamentos para os sintomas do TOC. São eles: 

Medicamentos - eles atuam no controle da serotonina do cérebro, hormônio responsável pela sensação de satisfação e prazer. 

Terapia comportamental - é um programa que se adapta as necessidades da pessoa, focando principalmente nos sintomas do TOC do que nas possíveis causas. O objetivo é mudar o comportamento, evitando a sensação de insegurança e medo ao se livrar dos rituais e manias. 

Como posso ajudar uma pessoa com transtorno obsessivo compulsivo? 

  • Não culpe a pessoa pelo que ela está passando; 
  • Incentive a pessoa com TOC buscar ajuda médica;
  • Acostume-se com os rituais realizados por conta do transtorno;
  • Ajude a pessoa a sentir-se menos culpada com os sintomas do TOC.

 

Referências

 

PP-PFE-BRA-1898