Pneumonia

Médica auscultando pulmão de uma pessoa com pneumonia pneumocócica

Pneumonia é a inflamação dos pulmões, normalmente causada por uma infecção. Há vários tipos de pneumonia, a mais comum é causada pela bactéria chamada Streptococcus pneumoniae.

Geralmente, a pneumonia aparece depois que alguma doença afeta o sistema respiratório (pulmões e garganta, por exemplo) e causa pequenas lesões, que são a porta de entrada do pneumococo. Como a resistência da pessoa está mais baixa, a bactéria consegue se multiplicar e acaba causando uma infecção nos pulmões. Muita gente confunde a pneumonia com gripe ou resfriado, mas são doenças diferentes.

A pneumonia pode aparecer depois de uma gripe, mas também é possível que a doença não seja antecedida por gripe. É importante lembrar: mesmo quem está aparentemente saudável está sujeito a contrair a pneumonia.

Quais são os sintomas da pneumonia pneumocócica?

Os principais sintomas são:

  • Tosse com catarro;
  • Febre alta, acima de 38 graus;
  • Falta de ar;
  • Dor no peito;
  • Respiração acelerada;
  • Sensação de fraqueza.

 

Esses sintomas só pioram com o tempo, ao contrário de um resfriado. Caso eles persistam por mais de três dias ou se a sensação de fraqueza for muito grande, procure orientação médica.

Pacientes mais velhos podem não ter febre, mas podem apresentar confusão mental.

É importante que o diagnóstico seja feito por um médico, pois o quadro pode complicar rapidamente. Se necessário, exames de sangue também podem ser feitos para detectar o pneumococo. O tratamento para a pneumonia bacteriana é feito com antibióticos por 7 a 14 dias, podendo incluir ainda sessões diárias de fisioterapia respiratória.

Nos casos mais graves é necessária internação hospitalar. O tempo de hospitalização depende da reação do paciente ao tratamento e do tempo necessário para os sintomas serem amenizados.

Referências

 

PP-PFE-BRA-1900