Todos precisam da vacinação

Mesmo quem não está nos grupos de risco deve se proteger. Vacinadas, as pessoas ficam menos vulneráveis ao contágio de várias doenças. E vacinação não significa apenas proteção individual, significa também proteção coletiva, pois quanto menos pessoas adoecem, menor é a possibilidade de transmissão e mais saudável ficará a comunidade. A Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde têm uma lista de vacinas recomendadas, mesmo na idade adulta.

A vacinação não prejudica o mecanismo de defesa do organismo

A imunização dá ao sistema imunológico ferramentas para identificar e destruir bactérias e vírus invasores. É um reforço importante para as defesas naturais do corpo. Depois da água potável, nada tem tanto impacto positivo na saúde como a vacinação.

A vacinação é segura?

As vacinas que chegam ao mercado são testadas e aprovadas com base em estudos que comprovam eficácia e segurança. Algum tipo de reação é comum e não representa risco. Em geral, as vacinas injetáveis podem provocar dor, vermelhidão e inchaço moderado no local da picada, mas a maioria das pessoas não sente nada diferente após ser vacinada.

Você sabia que a vacinação pode salvar a vida de quem mais precisa?

Se administrada nos grupos de maior risco – adultos com mais de 50 anos e pacientes com doenças que os deixam mais vulneráveis – a vacina pode fazer diferença de forma positiva, evitando complicações.

A vacinação protege sua família

A forma mais eficaz de prevenção de doenças é a vacinação de todos os membros da família. Algumas crianças pequenas são, involuntariamente, portadoras da bactéria. A criança pode transmitir a bactéria para o adulto que, dependendo do seu estado de saúde, adoece.

O ideal é que todos sejam vacinados. Existem vacinas adequadas para homens, mulheres, idosos, viajantes, gestantes. O importante é seguir a recomendação médica e tomar as vacinas para conter o avanço das doenças.

Referências

 

PP-PFE-BRA-1900